Mensagens

"CONFIAMOS PORQUE SOMOS CONFIáVEIS, OU SOMOS CONFIáVEIS PORQUE CONFIAMOS"?

Escrito por Edielson Rocha Batista | 16/12/2016

Quero propor uma reflexão.

Conversando com um colega de trabalho ele fez a seguinte pergunta: você confia em alguém? Disse pensando rapidamente: nós sempre devemos confiar em alguém! No mínimo em nosso cônjuge, por exemplo!

Esse colega rebateu dizendo: não confio nem em meu próprio pai.

Fiquei assustado, mas como a palavra voltou a mim então contei a ele: eu mesmo passo por um momento em que estou sendo enganado, pois vendi alguns objetos e não recebi nada, quem comprou sequer veio procurar-me para apresentar uma explicação.

Do fundo do coração, é difícil lidar com os sentimentos de engano e perda. O fato é que quando esperamos alguma coisa de alguém as chances de decepção são gigantescas.

Então pergunto: em quem você confia? Completando a pergunta e parafraseando o ditado indago: "confiamos porque somos confiáveis, ou somos confiáveis porque confiamos"?

Em modesta conclusão, devemos sempre confiar, pois a confiança é um divisor de águas, mesmo sendo enganados (não podemos ser inocentes, é verdade).

Acredito que a confiança pode mudar este mundo! Jesus Cristo confiou através da força do Espírito Santo a 12 homens o ensinamento do Evangelho.

Sendo assim é fácil entender: confiança é aprendizado que vem do Senhor.

Busque em Cristo a confiança que vem de Deus!

É fato: haverá momento em que a confiança estará em você, e em outros que ela simplesmente desaparecerá porque você permitiu.

Lembre-se: Deus criou o mundo perfeito e confiou a nós a responsabilidade de preservá-lo, e se necessário restaurá-lo também.

Nilton Aparecido Pereira
Diácono da 1ª IPI de Santo André

Projeto Toledânia